February 26,2021

Uma reflexão sobre o “Marketing de Alimentos”

Em um passado distante...

Historicamente, levando em conta grande parte da humanidade, comida nunca precisou de marketing!

Hoje em dia, é praticamente impossível imaginarmos isso, mas a verdade é que a maior propaganda dos alimentos sempre foi sua própria imagem, sua beleza natural, suas cores vivas e seu sabor maravilhoso. Tudo isso era passado no boca-boca de pequenos povoados e pequenas vilas. Há ainda muitas regiões no mundo, onde o marketing de alimentos ainda acontece dessa forma!

Mas, nem tudo é mais assim! Nossa organização na sociedade atual requer mais ações para que os alimentos cheguem à mesa do consumidor e sejam escolhidos nas gôndolas do supermercado.

O que mudou de lá para cá?

Tudo isso aconteceu quando o processo de industrialização que passamos durante os últimos anos transformou os alimentos em produtos, o ato de comer em experiências, e os amantes de uma boa comida em potenciais clientes!  

E claro, tudo isso, precisa de... marketing!

Segundo a definição da Nova Escola de Marketing, “Marketing é um conjunto de atividades que visa entender e a atender às necessidades do cliente”. Destrinchando essa definição, temos:

  • Entender as necessidades do cliente: Compreender o que o cliente precisa quando compra um produto. Entender que o cliente busca nutrição, saudabilidade, praticidade na cozinha, preços condizentes ao mercado e muitas outras coisas...
 
  • Atender às necessidades do cliente: Encontrar maneiras de viabilizar a entrega de um produto que atenda às necessidades do cliente. Por exemplo, se o cliente tem a necessidade de nutrição específica... uma maneira de atender essa necessidade é através do enriquecimento de produtos com nutrientes específicos de interesse do consumidor. Se o cliente busca praticidade, elaborar produtos prontos para consumo pode ser a forma de viabilizar isso... e por aí vai! 

Mas quais são as principais tendências de marketing de alimentos?

Além da já estabelecida “pegada clean-label”, juntamente com a valorização de ingredientes mais naturais, tem sido comum também a busca dos consumidores por alimentos produzidos com sustentabilidade, transparência e integridade!

Foi-se o tempo em que os consumidores não checavam os rótulos e não ficavam por dentro de tudo que consomem! E cada vez mais as empresas produtoras de alimentos tem que mostrar aos seus clientes que se preocupam não apenas com a qualidade do produto que está sendo produzido, mas também com a forma como esse alimento é feito!

E claro, tudo isso vai para o rótulo, para os sites, para as redes sociais e todos os canais de comunicação.

Por isso, atualmente, é mais importante do que nunca, as empresas também escolherem bem seus fornecedores, que devem prover além de produtos de qualidade, mas também condizer com práticas produtivas sustentáveis, transparentes e integras!

Por falar em fornecedores e por falar em marketing...

A Kemin está de cara nova para os clientes!

Pensando em deixar os conteúdos de nossas apresentações cada vez mais legais e interativas, e mostrar aos nossos clientes como trabalhamos com os valores necessários para o consumidor atual, preparamos uma nova identidade visual que vai nos acompanhar pelos próximos tempos.

A ideia foi trazer em apenas uma imagem, as representações de ícones que representam a Kemin Food Technologies. Tudo isso, foi cuidadosamente pensado pelo time de marketing da Kemin e desenvolvido pela artista Gim Martins (@Gim.Arts).

Com isso, temos a possibilidade de mostrar para nossos clientes as nossas soluções e nossos mercados,  garantindo também um espaço para mostrar nossas ações voltadas à sustentabilidade, nossas certificações, as ações sociais que fazemos como empresa, nossas forma de parceria com nossos clientes, e muito mais! 

 

 

Caso você tenha interesse em saber mais sobre a Kemin ou queira receber esse treinamento para sua empresa, entre em contato.

Referência:

https://novaescolademarketing.com.br/o-que-e-marketing-conceito-e-definicoes/