pilares da liderança

July 24,2018

Colaboração e compartilhamento: o futuro da liderança já chegou

Em um mundo que vive em constantes transformações, aceleradas pela era da informação, pelas mudanças nas relações sociais e de consumo, o conceito de liderança também está sendo revisto. Se, antes, um bom líder era aquele que sabia impor hierarquias, centralizar informações, omitir dificuldades ou falhas e tomar decisões sozinho, ditando todos os métodos e processos de trabalho, hoje o sucesso de uma empresa ou organização depende de uma outra prática de liderança. A autocracia deu lugar à cooperação e à responsabilidade mútua no ambiente corporativo, em uma nova forma de gestão dos recursos humanos: a liderança compartilhada.

A liderança compartilhada permite que todos os colaboradores tenham autonomia para gerir projetos, executar tarefas e conduzir decisões. Neste modelo, todos são líderes de si próprios. Com isso, os processos de trabalho tornam-se mais ricos e inovadores, pois podem contar com a visão de uma equipe com formações diferentes e complementares. Por sua vez, os membros destas equipes se sentem valorizados, afinal, é uma forma da empresa mostrar que confia em seus trabalhos. Neste cenário, eles assumem suas tarefas com prazer e motivação, o que implica em mais produtividade e melhorias nos resultados alcançados em equipe.

Tal mudança no padrão de liderança não é simples e requer atitudes de todos os lados envolvidos neste processo. É preciso considerar também que, quando decisões são tomadas em conjunto, as responsabilidades sobre elas também precisam ser compartilhadas. Assim, o ônus da liderança não recai apenas sob os gestores, uma vez que todo o time é responsável  pelas consequências.

Porém, cabe aos empresários e dirigentes conduzirem e implantarem estas mudanças. E é a partir deste cenário inovador que a Kemin opera atualmente, em todas as regiões do mundo onde tem presença. A liderança compartilhada e colaborativa já é uma cultura praticada em nossa empresa, e fazemos dela um compromisso para com nossos colaboradores. Por meio do programa “Servant Leadership”, a Kemin estimula os princípios fundamentais da liderança no século 21, o que inclui o respeito, a apreciação, a competência, o empoderamento, o pioneirismo, a inovação e a confiança mútua. Estes valores já fazem parte da nossa essência.

Colaboradores da Kemin, participantes do projeto Servant Leadership no Nepal

Figura 1. Colaboradores da Kemin, participantes do projeto Servant Leadership no Nepal, que tem por objetivo promover a liderança através do envolvimento com comunidades.

Para nos mantermos líderes na fabricação de ingredientes de nutrição e saúde, alcançando um padrão impecável de qualidade, é preciso, antes, valorizar nossos colegas e parceiros de trabalho. Seguindo o modelo de “Servant Leadership” (liderança servidora), buscamos alinhar o que cada pessoa tem de melhor, dando voz a todos os potenciais pessoais e coletivos, sempre com foco em características fundamentais deste processo: flexibilidade, transparência, boa comunicação, espírito de equipe, compromisso e confiança.

Após ser implantada, a liderança servidora precisa ser exercitada, dia após dia, para trazer benefícios e melhorias ao seu negócio. Com o tempo, o novo ambiente empresarial torna-se natural e influenciador. Por exemplo, um colaborador que está empenhado em trabalhar pelo crescimento da empresa, e é reconhecido por suas atitutes e resultados, pode influenciar o comportamento dos demais colaboradores da equipe.

Os resultados de se oferecer autonomia, liberdade e voz ativa para todos os funcionários são extremamente positivos: profissionais engajados e motivados, ambiente de trabalho inspirador, criatividade e inovação na empresa e a possibilidade de alcançar objetivos de forma mais rápida e efetiva, trazendo cada vez mais êxito para os negócios. As empresas ganham ânimo e vitalidade, afinal, elas são formadas por pessoas, e o que as pessoas mais buscam no trabalho é espaço e reconhecimento.