CUIDANDO DA SAÚDE INTESTINAL DE RUMINANTES

O intestino é o maior órgão em tamanho e extensão no corpo de um animal. Com funções vitais como digestão e absorção de nutrientes, defesa imunológica pela importante presença do sistema linfoide local, e barreira física para proteção contra parasitas, patógenos e toxinas, podemos afirmar que se trata de um dos mais importantes ambientes dentro do animal.

E quando estamos falando de saúde intestinal, é importante saber a sua estrutura e divisão em 3 diferentes pilares:

  • Flora bacteriana;
  • Sistema imunológico;
  • Barreira e integridade física.

 

A higidez de toda esta estrutura da saúde intestinal é fundamental dentro do contexto de produtividade e lucratividade do animal e do sistema produtivo como um todo.

Clostridioses em ruminantes: um desafio

Uma das principais enfermidades que podem acometer os bovinos são as chamadas Clostridioses, causadas pelas bactérias do gênero Clostridium e as toxinas. Existem diversos tipos de Clostridioses, como o carbúnculo sintomático (ou também chamado Manqueira), a gangrena gasosa, o botulismo, o tétano e a enterotoxemia.

Esta última é causada pelo Clostridium perfringens, bactérias naturais do trato gastro intestinal que em situações de estresse podem causar um desequilíbrio, causando sintomas como diarreia, timpanismo, abomasites e a morte súbita. Vacas leiteiras de alta produção e animais confinados expostos a muitos fatores estressantes, como mudanças repentinas na alimentação e ingestão de micotoxinas, possuem maior predisposição para serem afetados pela enterotoxemia.

Nas figuras a seguir, podemos observar as microvilosidades normais em um ambiente com equilíbrio da flora bacteriana (figura da esquerda) e por outro lado as microvilosidades com o desequilíbrio da flora bacteriana causada por bactérias do gênero Clostridium e suas toxinas (figura da direita).

Uma alternativa aos antibióticos

Neste contexto a Kemin apresenta o produto CLOSTAT™ para ruminantes, um probiótico que possui a cepa PB6, única e exclusiva patenteada, proveniente da bactéria Bacillus subtillis. Resistente à peletização, aos processos de fabricação e ao pH, e indicado para uso nas dietas de bovinos de leite e de corte. Este probiótico ativo tem como função o combate de diferentes tipos de bactérias nocivas ao ambiente intestinal, principalmente as do gênero Clostridium. Surgindo como uma alternativa aos antibióticos, promove ganhos de produtividade de forma natural pelo equilíbrio da flora e da saúde intestinal. CLOSTAT é a origem e a evolução da saúde intestinal.

ENTRE EM CONTATO PARA SABER MAIS SOBRE OS BENEFÍCIOS DE CLOSTAT™!