Estabelecendo a Saúde Intestinal em Suínos

Como uma indústria, sabemos que problemas digestivos ou na saúde intestinal em suínos constituem o problema mais impactante que os produtores enfrentam. Para buscar um melhor entendimento dos problemas que contribuem para a saúde intestinal, a Kemin criou uma plataforma de Soluções para Saúde Intestinal. Coletivamente, a plataforma oferece uma abordagem abrangente para melhorar a integridade intestinal dos suínos, promovendo o equilíbrio microbiano saudável e dando suporte às funções imunológicas. A fim de manter a saúde e a produtividade dos suínos, precisamos mudar a forma como lidamos com a saúde intestinal.

 

Doenças que afetam a Saúde Intestinal dos Suínos

  • E. coli;
  • Rotavírus;
  • PEDv;
  • Circovírus;
  • Ileíte. 

Como dito anteriormente, a barreira intestinal, a microbiota e a imunidade intestinal são considerados os três principais fatores que contribuem para a saúde intestinal. A interação desses fatores determina a utilização ideal de nutrientes do animal. Isto é especialmente importante na fase de creche.

Indicadores de Má Saúde Intestinal em Suínos

  • Diarreia;
  • Condição Corporal;
  • Anorexia.

Equilibrando a Microbiota Para uma Melhor Saúde Intestinal

O trato gastrointestinal (GI) abriga um ecossistema microbiano contendo milhares de espécies bacterianas em uma relação simbiótica com o hospedeiro (ou o animal). O hospedeiro fornece um ambiente protegido e rico em nutrientes, onde a microbiota pode prosperar. Em contrapartida, a microbiota fornece resistência a patógenos, auxilia no desenvolvimento e manutenção da imunidade intestinal e sistêmica, e auxilia no desenvolvimento da estrutura intestinal. Mudanças na população microbiana devido a mudanças na dieta ou patógenos podem ser prejudiciais para o hospedeiro.

Entendendo a Integridade Intestinal

A barreira epitelial, ou a integridade intestinal para suínos, é o segundo fator de saúde intestinal e tem a maior tarefa de absorção de nutrientes. Essa barreira também está ocupada protegendo o hospedeiro contra patógenos, toxinas e antígenos invasores. É comum encontrar muitos patógenos, incluindo Clostridium difficile e outros, como parte da microbiota do intestino grosso. Sob condições desafiadoras, os patógenos migram pelo intestino delgado, multiplicando-se exponencialmente, criando um desequilíbrio no ecossistema microbiano. As toxinas produzidas pelos patógenos criam lesões no intestino delgado, reduzindo a capacidade de digestão e absorção do suíno. Um componente importante da manutenção da barreira intestinal são junções apertadas, que são constituídas por complexos proteicos multifuncionais.

As junções apertadas selam o espaço entre as células epiteliais, evitando assim a translocação de microorganismos e outros antígenos através do epitélio, também conhecido como "intestino permeável". Um colapso da barreira resultaria em doenças como infecção bacteriana. Combater as infecções intestinais exige que o sistema imunológico intestinal extraia nutrientes que seriam usados ​​para o crescimento e a produção.

O Sistema Imunológico em Ação

O terceiro fator da saúde intestinal em suínos é o sistema imunológico intestinal. Ele desempenha um papel enorme na supervisão das interações entre o porco hospedeiro e sua microbiota. Isso é feito através de uma rede de células imunológicas, citocinas, quimiocinas e outros mediadores. O sistema imunológico intestinal deve ter um equilíbrio  entre a tolerância da exposição contínua da microbiota e a resposta aos desafios.

Soluções de Saúde Intestinal da Kemin para Suínos

O que a Kemin fez para promover uma atividade saudável em cada um desses elementos intestinais? Desde a sua fundação em 1961, a Kemin tem se esforçado para melhorar a saúde e o desempenho de gado e aves em todo o mundo. Com base nos sucessos da ciência e dos produtos fabricados, a Kemin traz o mesmo espírito de ciência e inovação para o mercado de suínos com as seguintes soluções de saúde intestinal:

ButiPEARL, é a principal fonte de ácido butírico encapsulado, e fornece entrega direcionada ao longo do trato gastrointestinal. O ácido butírico é um ácido graxo integral de cadeia curta que atua como fonte de energia para as células epiteliais. O ácido butírico dá apoio à saúde intestinal através do desenvolvimento do epitélio intestinal. Ele aumenta a expressão de proteínas de junção estreita nos intestinos e aumenta os níveis de antioxidantes para promover a cicatrização no trato gastrointestinal.1,2

CLOSTAT™ - contém uma cepa patenteada de Bacillus subtilis PB6. PB6 é um microorganismo único, formador de esporo. A Kemin identificou e selecionou uma cepa específica de PB6 como substância ativa que ajuda a manter o equilíbrio da microflora no trato intestinal dos animais. A pesquisa interna da Kemin mostrou que o PB6 pode inibir o C. difficile.

TOXFIN™ - uma mistura cuidadosamente selecionada de exclusivos adsorventes ativados que se ligam a todas as micotoxinas pelo trato gastrointestinal, fazendo com que se reduza a biodisponibilidade de micotoxina e promovendo sua excreção do corpo do animal.

 

 

References

1Peng, L. et al. 2009. Butyrate Enhances the Intestinal Barrier by Facilitating Tight Junction Assembly via Activation of AMP-Activated Protein Kinase in Caco-2 Cell Monolayers. J. Nutr. 139:1619-1625.

2Ma, X. et al. 2012. Butyrate promotes the recovering of intestinal wound healing through its positive effect on the tight junctions. J. Anim. Sci. 90:266-268.