Warning! Your browser is extremely outdated and not web standards compliant.
Your browsing experience would greatly improve by upgrading to a modern browser.

Escolha um site da Kemin

South America

Kemin realiza conferência mundial sobre melhoria de eficiência de fábricas de ração

Kemin realiza conferência mundial sobre melhoria de eficiência de fábricas de ração

(INDAIATUBA, São Paulo) - A Kemin Industries, uma empresa global de ingredientes nutricionais que utiliza a ciência para atender 3,8 bilhões de pessoas todos os dias com seus produtos e serviços, realizou recentemente uma conferência sobre como melhorar a eficiência, segurança e rentabilidade das operações das fábricas de rações. O evento foi liderado por um painel de seis especialistas em processamento de alimentos e  teve a participação de fabricantes de ração de mais de 20 países, representando os continentes da África, América, Ásia e Europa.

A conferência permitiu aos participantes sair com informações que podem ser usadas para melhorar a eficiência em suas operações. Os painéis forneceram insights educacionais, práticos e focados em negócios que podem ser implementados para otimizar a produção final de alimentação.

“Poucos simpósios fornecem um debate aprofundado sobre o processo real de produção de alimentação, mas este é um tópico critico para a indústria. A alimentação representa cerca de 75% do custo total da produção animal e precisa ser bem utilizado, para não haver desperdícios”,  revela Chris Nelson, Presidente e CEO da Kemin.

Alguns pontos foram debatidos pelos palestrantes vindos de diversos locais do mundo:

  • Juan Acedo-Rico González da Acedo-Rico & Associados SL, Espanha, abriu a conferência com uma discussão sobre as tendências e os desafios da tecnologia alimentar para uma fabricação eficiente. Ele realizou uma análise sobre o processo principal envolvido na fabricação de alimentos para animais e apresentou ferramentas para melhorar os custos de operação de alimentação, além de maximizar a qualidade, higiene e segurança dos alimentos. Ele enfatizou a importância de controlar as perdas de peso do processo e recuperar perdas de umidade durante a produção de alimentos para animais. González disse que a gestão geral e o bom treinamento dos operadores da fábrica de rações são fundamentais para gerenciar os custos de produção de alimentos para animais.
  • O Sr. Peter De Cneudt, da Spirax Sarco, na Bélgica, apresentou debate com foco na "Qualidade Ótima do Vapor" para melhorar o desempenho. Ele compartilhou que é benéfico usar vapor saturado ou vapor ligeiramente superaquecido. Com vapor saturado, existe uma conexão direta entre temperatura e umidade. Isto significa que se o aumento de temperatura da alimentação animal após a injeção de vapor for conhecido, a umidade do alimento pode ser calculada. O vapor de alta qualidade para aplicações de moinhos de alimentação tem uma baixa variação na fração de secura. Como o vapor para o condicionamento pode levar até 20% dos custos de energia na fabricação de alimentos para animais, ele acredita que é importante monitorar cuidadosamente o uso de vapor.
  • Eng. Diego Clivio, da Geelen Counterflow na Argentina focou em "Processo de resfriamento ótimo" e explicou a teoria do resfriamento. Ele descreveu isso como um processo de transferência de calor e umidade do produto para o ar. A taxa de fluxo de ar e a temperatura são parâmetros importantes de resfriamento. Em um moinho de alimentação, o fluxo de ar pode ser usado para obter o resfriamento evaporativo de grânulos e reduzir o teor de umidade de pellets. O caudal do ar deve ser suficientemente alto para evitar a condensação e o teor de umidade do ar pode ser medido usando um sensor de umidade relativa. Ele concluiu que as altas taxas de fluxo de ar darão mais refrigeração por transferência de calor, mas menos evaporação, enquanto tempos de retenção mais longos removerão mais água.
  • Ir. Oriane Guérin, da Zetadec nos Países Baixos, desafiou o público a repensar o papel dos dados na fabricação de alimentos para animais. Dados como temperatura, teor de umidade, consumo de energia e tempos de produção podem ser coletados ao longo de toda a linha de processamento. Ela demonstrou a correlação entre dados e otimizando o processo de produção para alcançar os objetivos da produção e enfatizou a importância do processo de monitoramento e coleta de dados para gerenciar uma fábrica de alimentos moderna.
  •  O Dr. Luis Conchello da Kemin Animal Nutrition and Health Europa compartilhou a forma como o pré-condicionamento alimentar eficiente pode resultar em processamento rentável e seguro. Ele explicou os fundamentos do programa de pré-condicionamento Kemin MillSMART™ e seu papel na preparação do alimento para um ótimo condicionamento, granulação e resfriamento do vapor. O programa RT utiliza a solução de pré-condicionamento Opti CURB®, que possui poderosos agentes tensoativos para proporcionar dispersão uniforme e penetração da solução. Para otimizar ainda mais o processo de pré-condicionamento, a Kemin desenvolveu uma tecnologia de bicos de engenharia para aumentar a homogeneidade da aplicação e a tecnologia de controle on-line para diminuir a variabilidade do processo. Ele descreveu como a granulação sob estas condições otimizadas tem um impacto positivo na higiene, produção e consumo de energia. Reduz o desgaste das matrizes e do calor de fricção, o que é benéfico para a qualidade e a durabilidade dos grânulos. Através do desenvolvimento de produtos, fabricação de equipamentos e tecnologia de engenharia, ele disse que o Kemin ajuda a melhorar a rentabilidade da fabricação de alimentos para animais.
  • O Sr. Raf Snoekx, da Kemin Animal Nutrition and Health Europa compartilhou os sistemas de engenharia, a tecnologia, software e hardware de monitoramento on-line. A Kemin oferece gerenciar a variabilidade dos processos em moinhos de alimentos. Essas ferramentas podem ser usadas em diferentes estágios em uma planta de processamento de ração para reduzir a variabilidade e, por sua vez, melhorar a eficiência. Ele disse que o objetivo do processamento em lote é limitar a variabilidade da umidade para garantir uma qualidade uniforme. Ele descreveu como os operadores de moinhos alimentares que utilizam o programa MillSMART podem aproveitar a tecnologia de monitoramento on-line para conseguir um processo mais consistente. Ele também compartilhou que o Departamento de Aplicação de Produtos da Kemin (PAD) oferece aos clientes monitoramento personalizado, instalação, configuração do sistema, planos de manutenção e suporte de treinamento operacional. Ele acredita que através do programa MillSMART, a Kemin contribui substancialmente para melhorar a rentabilidade da fabricação de alimentos para animais.

Para mais informações sobre as soluções de processamento de alimentação oferecidas pela Kemin, visite: http://bit.ly/_Kemin


Informações para a imprensa:

F2 Assessoria de Imprensa

Fabiana Freitas | (19) 2121.7266 / 99127.3033

fabiana@f2.jor.br